Lusófona VC 3 GDC Gueifães 0
25-18 25-21 25-18

O resultado de um àrduo trabalho

O início de época tem sido duro.

Desde o primeiro dia que foram alteradas metodologias e formas de trabalho.

E quando se muda, tenta-se mudar para melhor.

Após dois meses de preparação, o primeiro resultado - vitória justa.

Mas é uma vitória com significado.

O jogo estava bem estudado.

A história do Gueifães e a forma como se reforçou fazia prever grandes dificuldades para a nossa jovem equipa.

Alguns dos grandes valores do voleibol nacional vestem as cores adversárias.

Mas com muita identidade, aplicando o plano de jogo elaborado, tudo saiu a preceito.

Acima de tudo surpreendemos.

Algo que já não vai ocorrer nas próximas jornadas.

A Universidade Lusófona e o seu clube de voleibol são uma casa de formação.

E é com estas características que vamos abordar o campeonato.

Respeitamos muito os adversários. Daremos tudo em campo.

João Saudade afirma:

"Um dia especial.
Tínhamos a certeza que ia ser assim.
Trabalha-se muito e bem no voleibol da Lusófona.
Estas jogadoras têm sido incríveis.
São três horas diárias de preparação.
Estamos no caminho certo para reconstruir uma equipa.
Seremos capazes.
Hoje foi um dia perfeito.
Mas mais do que festejar a vitória, é ter consciência de que foi só um jogo contra uma equipa superior.
Fomos nós que mudámos o rumo ao jogo.
A presença na bancada da nossa jogadora Margarida Reis deu-nos força.
Também é por ela que jogamos."